terça-feira, 2 de outubro de 2018

Sobre o Estoicismo



Nesse post eu gostaria de explicar um pouco mais sobre o nome deste humilde blog, então vou tratar do estoicismo e o que ele tem a ver com os investimentos.

Eu já conhecia o estoicismo antes de ler a respeito disso no blog do pobreta. Mas nunca tinha pensado sobre a relação do estoicismo com a nossa vida de aportadores compulsivos, então acabei me baseando no post do pobretão para criar o nome deste blog, e consequentemente este post.

O estoicismo é uma escola da filosofia que nasceu na Grécia, mas se fortaleceu por filósofos romanos, sendo que um dos principais estoicos foi Sêneca (se você quiser conhecer a obra de Sêneca, recomendo que leia o tratado "Sobre a Brevidade da Vida"). O objetivo do estoicismo é estabelecer um meio de vida que propicie a tranquilidade e a alegria, independente do cenário. E é por isso que eu considero que o não estoicismo leva à fragilidade.

Visualização Negativa



"Espere o melhor. Prepare-se para o pior. E aceite o que vier". Você provavelmente já ouviu esse ditado, e ele é uma boa representação do estoicismo. Além dessa frase, gosto da afirmação que foi estabelecida como lema dos escoteiros: "Be prepared", que foi traduzida no Brasil como "sempre alerta". Esse lema remete a uma das características do pensamento estoico, que é a visualização negativa.

A visualização negativa não necessariamente significa ser pessimista. Não é que você deve pensar que tudo vai dar errado, mas que você esteja preparado para que tudo dê errado. E isso pode fazer uma grande diferença na sua vida, pois pensando assim você não tem surpresas e não se entristece com elas. Visualização negativa é sobre ter um plano B, é sobre investir para tempos ruins, para as épocas de vacas magras.

Fatalismo



Não há muito o que falar sobre o fatalismo. Apenas que consiste em aceitar que o passado é imutável. O que aconteceu, aconteceu, independente de ter sido bom ou ruim. Então se você chegou a uma certa idade sem nenhum centavo investido, ficar repetindo que deveria ter começado mais cedo não muda em nada a sua realidade. Do meso jeito, se você fez um investimento em algo que não deu o retorno esperado, paciência. Fica a lição para uma próxima. E isso vale para várias coisas. se você investiu dinheiro em algo que não foi bom, se investiu tempo em um projeto que não deu certo, ou se investiu tempo, dinheiro e atenção em um relacionamento desastroso, não há nada que possa ser feito para mudar o passado. O melhor é focar no futuro.

Abraçar o sofrimento

Essa expressão parece algo que os bodybuilders usam na hora de falar em como eles malham. Isso porque "abraçar o sofrimento" consiste em se confortar nos momentos ruins, entender que coisas ruins acontecem e ficar ok com isso. Isso tem um poder enorme, já que a gente só consegue o crescimento com o desconforto - pra você correr 10 km, você tem que treinar e suportar o desconforto até que o seu organismo se acostume. Pra você aprender qualquer coisa, você primeiro precisa passar pelo desconforto de ter contato com algo que você não conhece ou não tem familiaridade. Por exemplo, se você está aprendendo outra língua, você passa pelo desconforto de ouvir ou ler coisas que não entende, até que você consiga a proficiência para ficar confortável com aquela língua.

E o que o estoicismo tem a ver com os investimentos?

Tudo. Investir é abrir mão do conforto hoje, pra conseguir algo melhor no futuro. Portanto, você precisa ser um verdadeiro estoico para viver bem enquanto ainda não alcançou os seus objetivos. E se você desenvolver as suas habilidades estoicas, você estará muito a frente das outras pessoas. O que mais vejo hoje em dia são pessoas frágeis - se tudo não estiver confortável, se essas pessoas não tiverem uma casa e um carro luxuoso, uma comida gourmet e roupas de marca, a vida não vale a pena para elas. E, para as pessoas que possuem tudo isso, se ocorrer algum imprevisto e elas perderem tudo, o sofrimento é enorme.

Espero que você tenha entendido a ideia. Pense a respeito da sua vida. Você é frágil ou é um verdadeiro estoico?

Sejamos bons para que sejamos livres!

Nenhum comentário:

Postar um comentário